4 museus imperdíveis em Florença

Florença, ou Firenze, é uma das minhas cidades preferidas da Itália. Conhecida como a capital do Renascimento, é uma cidade que respira arte, tendo aproximadamente 50 museus. Isso mesmo que você leu, aproximadamente 50, mas não falaremos de todos eles. Listei os 4 museus que acho que não podem faltar em uma visita à cidade. Vem com a gente? 

É na Galleria dell’Accademia que está a famosa estátua feita por Michelangelo: o Davi, a original, já que você encontra réplicas em diversos pontos da cidade, como na Piazza della Signoria, no centro da cidade. A ideia de ir para este museu era exclusivamente para ver a estátua de perto, não sabia o que mais haveria no local, que por sinal tem diversas outras obras de arte riquíssimas em detalhes. Para entrar neste museu peguei a maior fila de todos os museus que fui durante o mochilão, tudo por que não comprei antecipado. Foram quase 4 horas de fila que andava lentamente, sob um sol de verão quentíssimo. Mas… depois que entrei e vi o “Davi”… o cansaço das 4 horas de fila sumiram como um passe de mágica. É na Accademia que também estão as esculturas “Prisões”, o “São Matheus” e a “Pietá Palestina”, todas também de Michelangelo.

O Palazzo Vecchio, ou Palácio Velho, era a sede do Governo da República Florentina e hoje, além de museu, uma parte do edifício é ocupada pela Prefeitura da cidade. No acesso do Palazzo podemos ver obras como o “Davi” (Michelangelo), o “Marzocco” e a “Judite e Holofernes” (Donatello), réplicas. O original do “Davi”, como disse anteriormente podemos ver na Galleria dell’Accademia, e o original de “Judite e Holofernes” está no interior do Palazzo Vecchio, onde também podemos conhecer: o Salone dei Cinquecento (Salão dos Quinhentos), o Studiolo di Francesco I , os Apartamentos dos Medici, a Sala dei Gigli, a Sala das Cartas Geográficas e a Torre de Arnolfo, com 94 metros de altura, sendo a torre mais alta de Florença.

A Galleria delle Uffizi, ou Galeria dos Ofícios, é o museu mais importante da cidade e um dos principais da Itália. Para visitá-lo se recomenda comprar o ingresso antecipadamente, ou ficará horas na fila, como eu fiquei haha. Mas, para ver obras como: “O Nascimento de Vênus” (Nascita di Venere), “A Primavera” (Allegoria della Primavera) ambas de Boticelli, além de Leonardo da Vinci, Tiziano e a “Testa di Medusa”, do Caravaggio, que é uma das obras de arte que mais gosto, vale muitoooo a pena. MUITO. Ahh… e de uma das salas deste museu você tem uma vista linda da Ponte Vecchia.

No interior do Museu Palazzo Pitti há 8 museus. São eles: a Galleria de Arte Moderna, a Galleria Palatina, o Museu da Porcelana, o Museu degli Argenti (com jóias e pratarias), a Galeria del Costume (vestuário), o Museu das Carroças, os Apartamentos Reais e o Jardim de Boboli. Passei por ele no meu último dia em Florença, e estava quase na hora do fechamento. Deu para dar uma olhada geral, mas não consegui conhecer o Jardim de Boboli, que falam que é lindo. Uma ótima desculpa para voltar, ?

Dependendo do tempo que você tem para ficar na cidade, é possível fazer um roteiro passando pelos 4 museus. Claro que vai depender das filas e do que você quiser ver. É impossível fazer os 4 museus em um único dia.

A ordem em que descrevi os museus é quase como uma rota, que pode ser seguida, e entre um museu e outro há vários outros pontos interessantíssimos para se conhecer.

Mapa com os museus:

Se quiser saber mais sobre Florença, ou Firenze, como é chamada pelos italianos, temos um post com um roteiro de 3 dias, e você pode acessar clicando aqui.

Como disse no início, a cidade é riquíssima em museus, então resolvi citar alguns outros importantes além dos 4. Como: o Museo Nacional del Bargello, a Basilica Santa Croce, o Museo dellOpera del Duomo, o Museo Galileo,  a Casa Buonarroti, o Museu Casa di Danti, o Palazzo Nonfinito, o Museu Leonardo da Vinci, o Palazzo Strozzi etc.

Esse post faz parte de uma blogagem coletiva entre blogs membros da RBBV, com o tema #museumweek. Vamos dar uma olhada em quem mais escreveu sobre o assunto:

museum Week.gif

– Mariana Viaja: National Gallery of Art, em Washington;
– Turistando.in: Visitando o Museu de História da Arte de Viena (Kunsthistorisches Museum);
– Vamos Por Aí: Meus Museus Favoritos;
– Viajar correndo: Museu Light da Energia, Rio de Janeiro;
– Guia do Nômade Digital: Galeria 11/07/95: Galeria sobre o Genocídio na Bósnia e Herzegovina;
– Uma Viagem Diferente: 4 Museus Imperdíveis em Florença;
– Quase Nômade: Museu Iberê Camargo, em Porto Alegre;
– Gastando Sola Mundo Afora: Museo de Arte Precolombino de Cuzco;
– Passeios na Toscana; Florença do alto: as Torres abertas à visitação;
– Cantinho de Ná: Museu do Futebol em São Paulo: paixão, história e entretenimento;
Destino Compartilhado: Museu Lasar Segall;
– Entre Polos: Museu Nacional do Hermitage – São Petersburgo – Rússia;
– Do RS para o Mundo: Centro Português de Fotografia – Porto/Portugal;
– Mulher Casada Viaja: Exploratorium – Museu de São Francisco, Califórnia;
– TurMundial: Museu do Picasso em Málaga, Barcelona e Antíbes;
– Monday Feelings: Museus de graça na Itália todos os primeiros domingos do mês;
– Farrabadares: Memorial São Nikolai em Hamburgo;
– Itinerário de Viagem: MET Museum em Nova Iorque;
– Viajar hei: Museu Imperial – Petrópolis – Rio de Janeiro;
– Sol de Barcelona: Museu Olímpico e do Esporte – Barcelona;
– Família Viagem: Children’s Museum of Houston – Texas com crianças;
– Viaje na Web: American Museum of Natural History – Museu de História Natural de Nova York;
– Aquele Lugar: Museus do Vaticano – Roma – Itália;
– Viagem LadoB: Ilha dos Museus – Berlim;
– Viajento: Museo Santuarios Andinos – Arequipa, Peru;
– MEL a Mil pelo Mundo; Museo de Ciências Naturais de Madrid;
– Caixa de Viagens; Museu Charlie Chaplin: o Chaplin’s World em Vevey, Suíça;
– Let’s Fly Away: Museu Botero, Bogotá, Colômbia;
– Viajo com filhos: Nemo Science Museum, em Amsterdã, Holanda;
– Sonhando em Viajar: Catetinho, em Brasília, Brasil;
– Viajoteca: Batik na Indonésia: Museu Têxtil em Jakarta, Indonésia;
– Mochileza: Museu do Automóvel de Turim, Itália;
– Comendo Chucrute e Salsicha: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, Argentina;
– 1001 Dicas de Viagem: Museu Histórico de Berna, Suíça;
– Estrangeira: 8 Museus Imperdíveis em Barcelona, Espanha;
– Devaneios de Biela: Museu Nacional da Finlândia em Helsinki;
– ILoveTrip: Top 7 Museus em Brasília que você precisa conhecer;
– Me Deixa Ser Turista: Conheça o Museu da Revolução, em Havana;
– A Fragata Surprise: Museus de Florença – Guia de Sobrevivência;
Direto de Paris: Os Museus de Troyes.
– A Vida é Como Um Livro: Galeria Nacional da Noruega;
Dedo no Mapa: Museu Paranaense;
Ligado em Viagem: Beco do Batman é museu de grafite e arte de rua em São Paulo
Uma Boa viagem e até o próximo post,

Diego Arena

Vai viajar e não sabe onde se hospedar? Dê uma olhada e faça sua reserva pelo Booking! O maior site de reservas de hotéis do mundo, com os melhores preços. Parceiro do blog!

Segue a gente no Facebook? Ainda não? Não fique de fora das próximas postagens. Segue lá:Uma Viagem Diferente

Anúncios

46 comentários sobre “4 museus imperdíveis em Florença

  1. Fernanda Bragatto disse:

    Itália está na minha lista a tempos. Precisando muito ir!! Agora, o comentário que não quer calar: QUATRO horas de fila? Sério produção?Não sei se eu teria vencido essa batalha contra a minha impaciência. Parabens! rs..

    Curtir

  2. Oscar Risch - www.viajoteca.com disse:

    Firenze é mesmo uma cidade incrível!! Acabei conhecendo apenas a Galleria delle Uffizi e a Galleria dell’Accademia. 3 dias foram pouco para ver tudo que a capital do renascimento tem a oferecer.

    Curtir

  3. NiKi Verdot disse:

    Florença tem tanto museu para conhecer que chega ser difícil escolher né? Infelizmente estive lá durante um bate e volta apenas e não conseguimos visitar nenhum… Quando voltar vou me programar para conhecer estes 4 da sua lista hein? 😉

    Curtir

  4. Klécia Cassemiro disse:

    Ahh, museus ❤ Não tem coisa que eu ame mais que uma cidade cheia de arte pra visitar. E Florença é assim né? Cheia de opções fantásticas. Destas, o meu favorito é a Galleria dell’Accademia, pelo lindíssimo Davi! Imperdível!

    Curtir

  5. Ana Carolina Miranda disse:

    Florença é uma cidade belíssima e tem tantas opções de museus. Pena que não tive tempo suficiente para conhecer todos, mas suas dicas estão anotadas para uma próxima oportunidade.

    Curtir

  6. Marcia, blogueira do Mulher Casada Viaja disse:

    Conheci alguns desses museus, em duas viagens diferentes. O Jardim de Boboli, quando fui, estava bem caidinho, fiquei até decepcionada, mas me surpreendi com as coleções do museu do Vestuário e da Prata, este último com afrescos lindos nas paredes e tetos abobadados e muuuitos objetos de vários materiais além de prataria. Obrigada por me fazer viajar pra lá de novo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s