Vaticano – Basílica de São Pedro e Museu

Visitar o Vaticano, um dos menores países do mundo pode ser muito mais que um passeio espiritual e religioso, pode ser até um pouco ou bastante… fitness haha. Além de ser um passeio com muita arte e arquitetura.

É possível ir a pé até o Vaticano, mas dependendo de onde você estiver em Roma é loucura. Fui de metrô, Estação Lepanto, onde encontrei um amigo, a estação fica a poucas quadras da Basílica de San Pietro.

Basílica San Pietro.JPG

Basílica San Pietro

Chegamos na Piazza San Pietro e ficamos anestesiados com a grandiosidade deste lugar. É gigante e não tem como não se imaginar naquela cena de O Código da Vinci. Logo na Piazza você já vê a famosa Guarda Suíça, usando suas roupas características e bem coloridas, com design by Michelangelo.

Guarda Suiça

Guarda Suíça

Pegamos a fila que dá acesso tanto à entrada da Basílica quanto pra subir à cúpula. Todos passam por revista e detector de metais.

Há duas opções para subir até a cúpula: Subindo uma parte de elevador e o restante de escada pagando €7,00 ou subindo tudo de escada pagando €5,00. A diferença entre ir só escada ou usar o elevador, era de somente 231 degraus a menos, de um total de 551 dregraus. Vamos subir tudo de escada #projetofitness. Ufaaaa!

Pagamos os €5 e começamos a subida. Sobe, sobe, sobe… e depois de 231 degraus, uma cobertura. É até este ponto que o elevador chega, onde você já tem uma vista bem bacana da cidade e das cúpulas da basílica.

Cupula.jpg

Cúpula Basílica de San Pietro

Após este nível, todos seguem de escadas, são mais 320 degraus. E continuamos a subir… Uma subida que vai ficando estreita, onde as paredes vão ficando inclinadas e quando você percebe esta todo torto, praticamente de lado kkk. Claustrofóbicos não se dão bem neste lugar, pois além de inclinado, há muita gente… e se começar a subir… terá que ir até o topo. Ah! O topo!!! Quando você chega nele até se esquece dos apertos e o quanto você subiu para ter esta vista. INCRÍVEL né ?!

Ponto Turístico

Vista do Topo

Ficamos um tempo ali observando o skyline de Roma, de onde podemos ver diversos pontos importantes, como o Monumento à Vitorio Emmanuele, Castel San´t Angelo, Coliseu, entre outros. E você vê que a cidade é praticamente monocromática, com seus tons marrons e pasteis. Depois de um tempo começamos a descer, mais 551 degraus a nossa espera haha. Afinal, ainda havia muito o que ver no Vaticano.

Depois entramos na Basílica. Meu… é GI-GAN-TE, como tudo por ali. Você fica tanto tempo observando a arquitetura, os detalhes, as esculturas, que quando sai dali… Putz, esqueci das fotos haha. Um dos pontos que você não pode deixar de ver é a escultura Pietà, uma das mais famosas de Michelângelo.

Dentro da Basílica fica a Necrópole do Vaticano, local onde são sepultados todos os que já foram Papas. Há uma entrada um pouco escondida próximo ao altar. Deixei para ver no final.

Praça São Pedro.JPG

Piazza San Pietro

Mas ainda há muito o que ver. Próxima parada: Musei Vaticani, ou Museus do Vaticano.

A entrada do Museu fica pelo lado de fora dos muros que cercam este pequeno país. Pode-se reservar a visita com hora marcada, mas como não fiz isso… fila… de quase 3hs.         Será que pegar fila de 3 horas e subir 551 degraus absolve algum pecado? haha.

Fila Museu Vaticano.JPG

Fila para entrar no Museu do Vaticano

Há muitas salas bem interessantes neste complexo de museus, como: o Museo Gregoriano Egizio, (nunca imaginei encontrar múmias no vaticano haha); Museu Clementino, Sala com Maquete, uma maquete bem legal mostrando todos os edifícios do Vaticano .

Você também pode visitar: o Museu Pio ClementinoMuseu Missionário Etnológico, Museu Gregoriano Profano e Museu Pio Cristão, além da Pinacoteca Vaticana, a Coleção de Arte Religiosa Moderna e Contemporânea, e outras salas importantes como a Sala de Rafael, a Galeria dos Candelabros, a Galeria dos Mapas e o Jardim da Pinha.

Esculturas Divinità fluviale ( Arno) e Laoconte e seus filhos

Praça Museu Vaticano

Jardim da Pinha – Escultura Arnaldo Pomodoro

Museu Vaticano

Jardim da Pinha

E depois a Capela Sistina, a sala mais famosa do museu. Logo que se entra… Silêncio… Todos que entram ali ficam anestesiados e de boca aberta com as pinturas. Silêncio que só é quebrado com a voz dos guardas: “NO PICTURE !!! NO PICTURE !!!” Ops… haha

Já imaginou Michelangelo e Rafael pintando este teto e essas paredes? Imaginou que o conclave para a escolha de um novo Papa acontece exatamente neste lugar? Muito top né?

A foto proibida . Capela Sistina.JPG

A foto proibida – Capela Sistina

Ao sair da capela você já está praticamente na Piazza San Pietro.

Resolvi ir até o Castel San´t Angelo, que ainda estava aberto, onde do topo pode-se ver o Vaticano.

Topo e Vista a partir do Castel San´t Angelo

Depois deste passeio, voltei ao Hostel para jantar e descansar .

Bom, essas foram algumas dicas do Vaticano. E você já esteve lá? Curtiu? Compartilhe sua experiência conosco.

Até mais.

Diego Arena

Não sabe onde se hospedar em Roma? Dê uma olhada e faça sua reserva pelo Booking! O maior site de reservas de hotéis do mundo, com os melhores preços. Parceiro do blog!

Segue a gente no Facebook? Ainda não? Não fique de fora das próximas postagens. Segue lá:Uma Viagem Diferente

Anúncios

18 comentários sobre “Vaticano – Basílica de São Pedro e Museu

  1. Ulalah Mundo disse:

    Estudei a arquitetura do Vaticano na disciplina de historia da arte na faculdade. O teto da capela sistina sempre me arrancava suspiros toda vez que abria o livro ahaha. Tá ai um ótimo lugar para conhecer, né? Acho que já entrou na lista dos lugares que ainda quero conhecer pessoalmente 😀

    Beijos e até mais,
    Jayane Fereguetti
    http://www.ulalahmundo.com

    Curtido por 2 pessoas

  2. Gabriela Torrezani disse:

    Apesar de eu não ser religiosa sempre quis visitar o Vaticano… me parece um passeio histórico super interessante e suas fotos só confirmam isso! Eu subiria cada um dos 320 degraus super feliz pra ter essa vista!

    Curtir

  3. Pa Ramos disse:

    Wooow, 3h em uma fila é muita vontade heim hahha Mas é tudo tão lindo que vale a pena né.
    Fiquei encantada com a vista da cúpula! Apesar de ter lido que é inclinado, eu com certeza iria querer subir também!

    Curtir

  4. rui batista disse:

    Sem dúvida, uma visita e experiência marcante. Não sou religioso, mas nem por isso sou indiferente a essa grandeza e história. E todos os mistérios – bons e maus – que envolvem o Vaticano…

    Curtir

  5. laurasette disse:

    Estive no Vaticano a primeira vez com 8 anos apenas, e a visita ficou marcada em minha memória! Que lugar incrível e cheio de história!
    Pena que quando voltei lá (doida para rever a múmia! haha) com 20 e poucos anos, o museu estava fechado por conta do Natal… :/
    Muito bom relembrar com o seu texto, obrigada por isso! 🙂
    Abraço

    Curtir

  6. Analuiza (Espiando Pelo Mundo) disse:

    Eu amo, amo, amo museus! Fico facilmente dentro deles, sem nem ao menos parar para almoçar, sem nem me dar conta de que o tempo passou… Mas ficar 3 horas em uma fila?! Não sei se encarava não!

    Na verdade, sei que Roma é espetacular, mas sinto arrepios cada vez que vejo fotos e leio textos como esse, onde tudo o que vejo são as multidões.

    Passei uma única tarde em Roma, onde levei 7 horas caminhando pela cidade: da Praça São Marcos até o Coliseu. A cada passo sentia vontade de chorar pela quantidade de pessoas. rsrsrsrs

    Mas estou considerando dar nova chance a cidade eterna só para ver estas maravilhas que narras aqui. 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s